terça-feira, 15 de setembro de 2015

Esqvolver-se


Sim,
Eu posso te esquecer,
Assim como esqueci todos 
Que deixaram marcas em minha vivência.

Sim, 
Eu posso te esquecer,
Mas já terá passado o anoitecer
E em meio às sombras da minha ilusão,
Vozes cingem-me,
Induzem-me,
Discorrem-me
                             sobre as mazelas da paixão.

Sim,
Eu posso te esquecer,
Mas já terá passado o anoitecer
E logo chega outro coração para me envolver,
Me preencher
Me entrelaçar
E a mim se juntar
Para eu, impetuosamente, me perder
Em promessas, conversas,
Sonhos risonhos
E então sofrer,
Com cada despedida
Desmedida
                      no tamanho da dor que pode causar

No fim,
Você irá pisar,
                      em cada migalha de amor
Que continuo a buscar
                                          em minha eterna peregrinação
Como fazem antes de ir
E, só, me deixar
Com minhas manias de em vão devir,
Refletir,
Sonhar 
               Com outros amores, sabores, ilusões.

Sim,
Eu posso te esquecer...




Nenhum comentário:

Postar um comentário